terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Stephen Dedalus por James Joyce

"Dia e noite se movia por entre imagens deformadas do mundo exterior.
Uma figura que lhe houvesse parecido de dia modesta e inocente vinha-lhe, de noite,

através da treva sinuosa do sono,
com a face transfigurada por astúcia impudica,
os olhos brilhando de brutal prazer.
Só a manhã o atormentava com a sua sombria lembrança de tumulto orgíaco,
notificando-lhe a aguda e humilhante sensação de transgressão
".



Retrato do artista quando jovem - p. 112.

Um comentário:

Josi Puchalski Sousa disse...

Oi!

Tem presente pra vc lá no blog!

http://minhasmisturas.blogspot.com/

Beijão